sexta-feira, 13 de setembro de 2013

Transcrever



Não escrevo tudo que sinto
faltam-me palavras para expressar
tantos sentimentos são o meu alento
que não sei por onde começar.

Em momentos de muita tristeza
no peito sinto uma enorme dor
machuca, dilacera com frieza
corrói numa angustia sem pudor.

Quando vivencio pura alegria
nas veias sinto o sangue ferver
ao viver instantes de muita magia
é a força impulsionando-me a crer.

Fica difícil transcrever a ocasião
que a mente não consegue guardar
os pensamentos facilmente vêm e vão
as palavras que gostaria de relatar.

Celso Ant. Dembiski