domingo, 23 de junho de 2013

Compartilhar



Eu quero todo seu amor
não importa como seja
preciso desse teu calor
nos lábios sabor de cereja.

Que este amor traga felicidade
alimento da nossa paixão
quero viver apenas a realidade
com batidas fortes do coração.

De uma forma tão irreverente
somos duas almas enamoradas
precisando viver livremente
mesmo que estejam ligadas.

Quando se entregam puras
caminham sempre lado a lado
no amor fazemos nossas juras
por tudo que é compartilhado.

Celso Ant. Dembiski

Ensina-me



Ensina-me a ver com os olhos fechados
este mundo tão louco, que a
cada dia torna-se mais perigoso.

Ensina-me a entender melhor
os sentimentos, que a todo momento
surgem novos fatos e acontecimentos.

Ensina-me a buscar melhores
oportunidades, fazendo com que eu
me desligue das rotinas do dia a dia.

Ensina-me a poder mostrar, todo
o conhecimento que adquiri, durante
as minhas lutas, com vitórias e derrotas.

Ensina-me como posso amar, sem
qualquer cobrança, sendo que amamos
e somos amados e, por vezes não correspondidos.

Ensina-me a viver a vida, como ela é
nos ofertada, por que cada momento
é único e, não teremos tempo para ensaios.

Celso Ant. Dembiski

Como Reagir



Você me deixa tão triste
pode até pensar em mim
não sei por que ainda insiste
em dizer que gosta de mim.

Tuas aparições são como relâmpagos
que raramente eu consigo enxergar
da atenção apenas aos teus amigos
assim, você, esquece de me procurar.

Nem em seus recados sou lembrado
sinto e vejo o quanto fico de lado
quando teus recados são para outros.

Parece descuido, mas eu me ligo
doravante, me reportarei como amigo
quem sabe, assim, eu seja reconhecido.

Celso Ant. Dembiski

quinta-feira, 20 de junho de 2013

Desanimo



Num momento da vida
o desanimo que se abate
deixa o corpo sem reação
inerte, fico na mesma posição
as forças se minguam
sem vontade do quarto sair
na cama fico a pensar
sentado nas próprias pernas
pensamentos mil a rodar
na transparência do meu ser
sinto a solidão, no corpo invadir
precisando de afagos e carinhos
ponho-me a chorar dessa angustia
deixando apenas, o tempo passar.

Celso Ant. Dembiski

Ah! Como Quero Amar



Ah! Como quero amar
simplesmente sem pensar
sem obrigação qualquer
amar por puro sentimento
em cada simples gesto
viver meus bons momentos
sempre de bem com a vida
chorar de qualquer alegria
sorrir também com as tristezas.

Ah! Como quero Amar
sem nenhuma cobrança
dividindo meus anseios
compartilhando a vida
andar de mãos dadas
curtir todos os momentos
nos deveres e direitos
com muita esperança
apenas em amor sincero.

Ah! Como quero Amar


Celso Ant. Dembiski

Chegou, se instalou



Do nada, assim, você surgiu
silenciosamente, foi se instalando
como não conhecia, licença não pediu
sem estranhar, foi logo gostando.

Não sabia explicar, apenas sentia
tomou conta, achava ser seu lugar
nada disso era sonho, só parecia
tudo tão real, preferiu então continuar.

Um Mundo novo, todo diferente
pouco se importou, apenas espreitava
com os olhos se encantando, sempre ciente.

Tornou-se tão mais feliz, nova vida
tudo prometendo, de vez, para ficar
chegou, se instalou, é uma outra morada.

Celso Ant. Dembiski

sexta-feira, 14 de junho de 2013

Despertar



Chega dessa loucura que sinto
um sofrimento imenso, escabroso
me deixa com medo, tanto quanto
tenho é que parar, não ser medroso.

Devo mudar, acabar com essa sina
fazer meu Mundo girar, apenas despertar
os dias passam, chega de tanta rotina
aproveitar a chuva, o sol e desabrochar.

Lá fora, nada para, tudo segue
não importa o clima, tudo acontece
com tanta mentira, a verdade persegue.

Quero agora aclamar, versos de poesias
deixando o amor adentrar, aqui se instalar
acabando com a loucura e viver das alegrias.

Celso Ant. Dembiski

Amor Virtual



Um amor sem medida

apenas um monitor

um teclado ao seu dispor

assim, tudo começou

entre sonhos e desejos

tantas eram as afinidades

sonhos da liberdade

a entrega foi fatal

a paixão aconteceu

do outro lado queria estar

para te amar loucamente

era tudo que eu queria

que tudo fosse real.


Celso Ant. Dembiski

Libertar-se




Quando despojo-me
das angustias
que atormentam
meu pobre coração.

Estou despindo-me
das agruras
para novamente viver
outros sentimentos.

Caminhando livre
sem nenhum rancor
um novo tempo
de dias promissores.
 
Celso Ant. Dembiski

quarta-feira, 5 de junho de 2013

Meu Destino



Guardo em meu peito
o que a vida me deu
muitas alegrias e tristezas também.

Tantas coisas aprendi facilmente
outras, já foram às duras penas
por isto, sou o que sou.

A vida é um grande desafio
ela nos ensina no dia a dia
com as derrotas e vitórias também.

Sigo apenas, o meu destino
sendo ele o meu dilema
para sempre, na vida vencer.

Celso Ant. Dembiski

O Melhor



O melhor de mim

será todo seu

quando fizer

por merecer

não poderei

jamais reclamar

a não ser, enfim

a ti me entregar.
 

Celso Ant. Dembiski

Emtregar-te Me



Quando entregar-te me a ti

dar-te–ei o melhor de mim

receberás os meus sinceros

e mais puros sentimentos

guardados a sete chaves

dentro do meu peito

no meu coração.


Celso Ant. Dembiski

segunda-feira, 3 de junho de 2013

Pétalas



As pétalas das rosas

mesmo que caídas

enfeitam meu jardim

mostrando sua beleza

alegrando minha vida

colorindo os meus dias

perfumando sempre

os meus sentidos.


Celso Ant. Dembiski

Brisas da Madrugada



Nas manhãs de primavera

meu alimento preferido

inunda meu ser em vida

pelas doces brisas frescas

espalhando o perfume

das mais lindas flores

regadas pelo orvalho

das frescas madrugadas.


Celso Ant. Dembiski

Borboleta



Oh! Formosa borboleta

em cores tão variadas

voas pelo Mundo afora

beijando todas as flores

das mais belas paisagens

sugando a minha alma

no néctar da doce vida.


Celso Ant. Dembiski