terça-feira, 24 de maio de 2011

Roubaste-me um Beijo



Roubaste-me um beijo
para minha surpresa
quando estava deprimido
deixando-me sem fala
aguçando a minha libido.

Roubaste-me um beijo
em momento inapropriado
fazendo-me ruborizar
estático a saborear
teu gosto aprazível.

Roubaste-me um beijo
sem qualquer cerimônia
os lábios ficaram marcados
assim você o fez
pelo batom avermelhado

Roubaste-me um beijo
ê gritou em contentamento
quebrando qualquer regra
não se importando com ninguém
queria repetir a dose.

Roubaste-me um beijo
nem perguntou se gostei
apenas, fixa me olhava
vendo que eu tanto queria
mais um beijo, agora consentido.

Celso Ant. Dembiski

Amor, um Solo Fértil



Ao passar por solo fértil
deixei cair uma semente
na esperança de florescer
o amor que ali deixei.

Transcendendo os próprios limites
desta alma que pura transborda
ao florescer como uma planta
que agora precisa, é ser regada.

Deixei ali um pequeno sentimento
na pretensão de conquistar sutilmente
um chão para poder crescer livremente.

Existe agora uma semente germinada
que cresceu entre alegrias e tristezas
em solo fértil de um Amor verdadeiro.

Celso Ant. Dembiski

Amor Escondido



Demorei tanto para te encontrar
achei que havia te perdido
e nunca mais iria te encontrar
você estava bem escondida
e tudo ia te encobrindo
lentamente eu fui te esquecendo
sem vontade de correr atrás
o tempo, assim foi passando
muitas coisas se acumulando
sem deixar qualquer vestígio
meu coração foi se aquietando
por medo de sofrer novamente
até descobrir que há uma via
que precisa todo ciclo terminar
e numa busca de reflexão
encontrei teus resquícios perdidos
escondidos neste meu pobre coração
frustrado enquanto estava esquecido
precisando renovar as esperanças
desse amor que reencontrei
e agora poderei, enfim, viver
com amor no coração novamente.

Celso Ant. Dembiski

terça-feira, 17 de maio de 2011

Oh! Lua



Oh! Noite, quão bela é a lua
que desponta produzindo magia
embevece assim, qualquer passante
quando caminha por qualquer rua.

Oh! Lua, que deslumbra altiva
inspira e atrai qualquer um
encantando os corações apaixonados
refletida por todos os cantos.

Oh! Céu, que nos compartilha
junto com estrelas que brilham
essa majestosa lua que se desnuda.

Oh! Nevoa, que em contraste cai
como lágrimas de um pranto
é reflexo nos olhos da magnífica lua.

Celso Ant. Dembiski

Alma de...



Em meu sorriso estampado
reflete a alma de menino
que trás escondido no brilho
a expectativa do meu passado.

Carrego no coração calejado
prosas e versos da minha vida
feito pétalas das lindas flores
esparramadas no Mundo pelo vento.

Palavras que por vezes pronunciei
outras tantas que no papel rabisquei
fulguram hoje, o menino homem.

Das alegrias e tristezas incontidas
hoje se faz em um livro aberto
a alma pura, do homem menino.

Celso Ant. Dembiski

Quero



Quero ser quem sou
viver apenas com a verdade
longe de qualquer mentira
com minha casca natural
sem tirar nem por
daquilo que apenas sou.

Quero dar o meu sangue
naquilo que eu me propor
sem medo das adversidades
com a cabeça erguida
levar tudo adiante
sem medo de errar.

Quero olhar-me no espelho
ver a silhueta tranqüila
que sou de carne e osso
com puros sentimentos
guardados dentro do peito
e que todos possam ver.

Quero poder livre viver
sem nenhuma cobrança
caminhar por qualquer lugar
ter o Mundo aos meus pés
desses sonhos mais loucos
apenas, quero ser quem sou.

Celso Ant. Dembiski

quinta-feira, 5 de maio de 2011

Aprendizado



Ao abrir minha vida
escancarei simplesmente
portas e janelas
deixando toda liberada
minha própria morada
para tudo poder entrar
sem qualquer restrição
assim, tudo aceitei
palavras que me feriam
e também aquelas
que me seduziam
absorvi o que precisava
eliminei o excedia
aos poucos deduzi
nem tudo é perfeito
entre erros e acertos
muito eu aprendi.

Celso Ant. Dembiski

Minha Prisão



Por vezes tenho ilusões
que me faz viajar
indo a tantos lugares
avançando no tempo
regredindo ao passado
buscando mares profundos
atingindo as estrelas
conquistando o Mundo
entre sonhos e desejos
com medo e coragem
por muitas expectativas
abrindo grandes dilemas
aumentando minhas fantasias
com o livre arbítrio
na vida em questão
sendo eu culpado
da minha própria prisão.

Celso Ant. Dembiski

Querendo Você



Tudo que eu queria
hoje era teu abraço
sentir todo seu carinho
ouvir palavras de conforto
tocar a pele do seu rosto
ver o brilho dos seus olhos
colhendo o meu pranto
tirando-me da solidão
precisava do teu afago
encontrar nele, teu amor
o tempo foi passando
nem percebi o dia acabar
e a noite, assim chegou
da mesma forma se foi
eu também, sozinho
ainda estou
querendo seu amor.

Celso Ant. Dembiski