sábado, 11 de janeiro de 2014

Como a Pena



Por vezes, sou como a pena
que simplesmente flutua
sem conhecer seu destino
seguindo um rumo qualquer
impulsionada pelo vento.

Por vezes, sou como a pena
que presa não sai do lugar
enroscada em algum canto
não tem força para vôo alçar
se não tiver ajuda, ali vai ficar.

Por vezes, sou como a pena
pareço estar nas alturas
indo de um lugar a outro
sem ter com que me preocupar
apenas, deixando o vento levar.

Por vezes, sou como a pena
preciso de um sopro mais forte
pois, não sei se estou preparado
se irei voar alto ou caio raso
sinto que tenho de me preparar.

Celso Ant. Dembiski