quinta-feira, 4 de junho de 2009

Dar a volta por cima


Teu mundo era belo,
até que ele desmoronou,
parecia tão perfeito,
que você nunca notou,
as coisas aconteciam,
mas seus olhos não viam,
e quando enxergava,
teimava em não acreditar,
para si mesmo, mentia,
porque não admitia,
que tudo poderia acabar,
mas não se desespere,
tua redoma de vidro quebrou,
veja pelo lado bom,
você ficou livre, se libertou,
teus dias que eram nublados,
agora, já não mais o são,
abra as cortinas da vida,
deixe os raios de sol penetrar,
escancare as janelas da alma,
para que novo ar possa respirar,
em tudo tem o momento de dor,
é fruto do teu aprendizado,
que um dia ficará no passado,
e dele não guarde rancor,
porque aqui neste Mundo,
só é eterno enquanto dure,
nada será para sempre,
pois um dia terá seu fim,
só não podemos prever,
como é que vai acontecer,
para um recomeço existir,
sem medo de tentar novamente,
em procurar outra vez,
buscar o amor e ser muito feliz.

Celso Ant. Dembiski