segunda-feira, 15 de junho de 2009

Louca Procura


Já te procurei
por tantos lugares
não sei o que fazer
para poder te encontrar.

Que loucura é está
pois, não consigo controlar
uma dor tão forte
incômoda, dentro do peito

É um sofrimento grande
que nem sei o que fazer
meu coração se dilacera
desta tua imensa ausência.

Minha alma reserva
tanta sensibilidade
só não aceita ainda
minha intensa ansiedade.

Porque não chegar
de repente, sem avisar
aquietar meus sentimentos
sem me machucar.

Acabar com o sofrimento
que como por enquanto
sinto o teu perfume
abrasando dentro do peito.

Tento a cada momento
controlar meus pensamentos
nesta louca vida
o quanto estou a te procurar.

Celso Ant. Dembiski