sábado, 9 de outubro de 2010

Como Não Te Amar



Ah! Como eu posso não te amar
minha alma clama intensamente
faz-me sentir tantos tremores
percorrendo meu corpo por inteiro.

Ah! Como eu posso não te amar
se quando vou me deitar
sinto a falta que você me faz
porque mais uma vez estou sozinho.

Ah! Como eu posso não te amar
dos meus sonhos tudo compartilhamos
entregamo-nos de forma tão intensa
que nossas almas assim se completam.

Ah! Como eu posso não te amar
nos momentos em que mais preciso
você está ali para me amparar
dando-me seu carinho e amor.

Ah! Como eu posso não te amar
mesmo nos instantes de fraqueza
tuas forças tanto se multiplicam
mostrando que é tão forte e capaz.

Ah! Como eu posso não te amar
se é quando sinto no perfume das flores
no arco-íris o esplendor das cores
que estou a te procurar para amar.

Celso Ant. Dembiski