terça-feira, 24 de maio de 2011

Amor, um Solo Fértil



Ao passar por solo fértil
deixei cair uma semente
na esperança de florescer
o amor que ali deixei.

Transcendendo os próprios limites
desta alma que pura transborda
ao florescer como uma planta
que agora precisa, é ser regada.

Deixei ali um pequeno sentimento
na pretensão de conquistar sutilmente
um chão para poder crescer livremente.

Existe agora uma semente germinada
que cresceu entre alegrias e tristezas
em solo fértil de um Amor verdadeiro.

Celso Ant. Dembiski