quinta-feira, 20 de junho de 2013

Chegou, se instalou



Do nada, assim, você surgiu
silenciosamente, foi se instalando
como não conhecia, licença não pediu
sem estranhar, foi logo gostando.

Não sabia explicar, apenas sentia
tomou conta, achava ser seu lugar
nada disso era sonho, só parecia
tudo tão real, preferiu então continuar.

Um Mundo novo, todo diferente
pouco se importou, apenas espreitava
com os olhos se encantando, sempre ciente.

Tornou-se tão mais feliz, nova vida
tudo prometendo, de vez, para ficar
chegou, se instalou, é uma outra morada.

Celso Ant. Dembiski