terça-feira, 22 de março de 2011

Meu Corpo Fala



No silencio do meu corpo
meus pensamentos fervilham
amordaçando minha boca
calando a morada da voz
ardendo meu peito em chamas
sem nada poder falar
os sentimentos se multiplicam
que agonizam sem saber
nem murmúrios são emitidos
quando a chama que arde
quer tanto algo poder dizer
sufocado nos pensamentos
nem os músculos eu mexo
os olhos nem piscam
no infinito a olhar
assim é que eu fico
querendo apenas desabafar.

Celso Ant. Dembiski