quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

Viver Sozinho



Queria algo poder dizer
quem sabe, algo escrever
sinceramente, eu já nem sei
de qual forma poder expressar
aquilo que guardo no peito
entalado em minha garganta
uma palavra que não sai
muito menos consigo escrever
isto vai me angustiando
sufocado ficam os sentimentos
num tormento quase constante
que fomenta a ansiedade
atribulando meus pensamentos
em ver-te tão desesperada
e eu nada poder fazer
porque você nunca quis ouvir
mandando para sempre me calar
achando que não tenho razão
muito menos dar minha opinião
já que a vida não é minha
por isso não devo me meter
sou apenas um conhecido
que não faz parte do seu convívio
terei que me manter calado
ficar com os olhos vendados
tapar os meus ouvidos
e deixar você, assim, viver
sem querer-me como amigo.

Celso Ant. Dembiski