sábado, 14 de novembro de 2009

Assumir as Tristezas




Eu gostaria de estar sorrindo
mas nem fingir eu consigo
sinto-me tão triste
que só busco me isolar
queria ter um ombro amigo
para nele poder desabafar
parece ser tão fácil
quando estamos do outro lado
nos sentimentos fortes e capazes
como é bom um afago
uma palavra de conforto
desejando um colo aconchegante
nesta hora não vemos maldade
só pensamos nos problemas
que nos deixam num dilema
sejam eles grandes ou pequenos
não enxergamos as soluções
tamanhas são nossas tristezas
as forças se esvaem
sem a gente perceber
podemos entrar em depressão
que lentamente consome
nossas forças vão minando
se não mudarmos tal situação
então chega de fingir
eu, você e tantos mais
vamos buscar um motivo
acabar com está tristeza
para se alegrar e sorrir.

Celso Ant. Dembiski