segunda-feira, 9 de novembro de 2009

Tua Ausência




Tua ausência me espanta
mostrava seu bem estar
sumiu de uma hora para outra
sem dar qualquer explicação.

Tua ausência me incomoda
trás me uma dor desmedida
num desconforto tão incontido
sem saber o que aconteceu.

Tua ausência me desperta
pela tua falta que é sentida
isso é o que intriga
pelo sumiço sem nenhuma notícia.

Tua ausência me impressiona
por ser pessoa tão batalhadora
não deixou recado para onde foi
e o abandono foi o que marcou.

Tua ausência me consterna
mostrava-se presente toda hora
buscando sempre se direcionar
jamais mostrou medo de errar.

Tua ausência me reconforta
fugindo dos padrões rotineiros
hoje sei que pode ter ido a luta
buscando caminhos de novos Mundos.

Tua ausência me lembrarei
porque sozinho acabei ficando
não posso lamentar o acontecido
e assim vivemos o nosso destino.

Celso Ant. Dembiski