sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

Procura



Procuro e não acho
busco e não encontro
meus pensamentos absortos
por vontade pretendida
assim que me vejo
em desilusão desmedida
nos sonhos mais loucos
busco teu corpo
suas mãos macias
de pele aveludada
uma vã procura
perco a razão
pela simples emoção
que já nem sei
se sou alguém
enfim, eu sei
espero por você
onde estará?
que tanto me faz
te procurar.

Celso Ant. Dembiski