sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

Aceitava



Não sei quantas vezes
já pensei, se ainda
te pedirei perdão
sei que por falha minha
nunca cobrei-te
qualquer explicação
sempre para não brigar
preferia, em silencio ficar
indo para meu canto ler
deixava tudo acontecer
apenas por erro meu
aceitava os erros seus
por amor que eu lhe tinha
assumia tudo que acontecia
tinha meus altos e baixos
calado me mantinha
você no teu canto resmungava
quando eu perto chegava
nem bola me dava
por isto que eu aceitava
e para outro canto eu ia
querendo em Paz ficar
para não mais me preocupar.

Celso Ant. Dembiski