domingo, 17 de janeiro de 2010

Vir a Calhar




Ah! Como eu gostaria de ajudar
mais do que eu consigo fazer
traduzo sentimentos e pensamentos
dos quais os vejo no dia a dia
sei que por vezes parece
que escrevo a determinada pessoa
pois, quantas vezes eu também li
aquilo que parecia ser para mim
palavras que vem a calhar
em determinado momento da vida
refletimos com maior intensidade
como também muitas coisas eu li
e naquele instante não me serviu
mas, um dia importante será
por isto que continuarei a escrever
como também, nunca deixarei de ler
pois, tudo nos vem a calhar.

Celso Ant. Dembiski