sexta-feira, 21 de agosto de 2009

Comunhão do Amor


Teus olhos encantadores
com sorriso malicioso
subordinado ateus desejos
sinto-me totalmente despido.
Nos teus braços envolventes
o teu perfume embriaga
exalando odores do cio
na reserva dos teus carinhos.
A garganta fica seca
em cada contato mais ousado
teu corpo no meu colado
meus beijos começam ficar molhados.
Tua pele toda eriçada
nas caricias mais excitantes
deitados na cama macia
corpos submissos se entregam.
Teus olhos me devoram
cada pedaço do meu corpo
numa volúpia tão intensa
pela ganância dos teus desejos.
Tu me cala com gemidos
em intenso êxtase nos unimos
num envolvente enlace
selamos em comunhão, nosso amor.

Celso Ant. Dembiski