quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Meu Caminho


 Neste meu caminho
já encontrei pedras e espinhos
mas, também encontrei
lindas flores e madrigais.

Por tantas vezes tropecei
nas pedras que encontrei
nelas mesmas me apoiei
foi assim que levantei.

Sem contar as espetadas
que pareciam ferroadas
eram os espinhos que espetavam
fazendo eu andar no bom caminho.

Senti muitas dores
meus olhos marejavam
eu sentia que meu rosto de contraia
mas, uma coisa era certa, eu não desistia.

A cada passo que eu dava
mais longe eu chegava
buscando o meu destino
pelos caminhos que eu seguia.

Buscava nunca fraquejar
quando passava pelos madrigais
minha alegria renascia
no dourado que a vista cobria.

Era um rumo sem volta
muitas fronteiras se abrindo
as flores sem querer eu seguia
que se abriam no caminho da minha vida.

Celso Ant. Dembiski