quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Marcas da Vida


Um belo dia nasci
para o Mundo apareci
pele lisinha
bundinha de nenê
o tempo passando
marcas ficando
cicatrizes na vida
o tempo é quem diz
tudo registrado
grandes aprendizados
nada é perdido
tudo fica guardado
na memória
na saudade
em cada tempo
um cuidado diferente
na pele a transformação
sempre uma lição
voltar atrás, nem pensar
as marcas, já são uma questão
sigo em frente
vivo o presente
o futuro eu não sei
as rugas que tenho
são marcas do passado
marcaram meu aprendizado
um grande legado
muito tenho a aprender
enquanto vivo estiver
outras marcas virão
rugas de alegria ou de preocupação
meu tempo é precioso
é isto que importa
sou jovem, meia idade ou idoso
uso o que tenho
a vida deve ser seguida
é um caminho sem volta
a felicidade bate a minha porta
dela, proveito tenho que abusar
as marcas do tempo
que ninguém me tira
estou envelhecendo
o tesouro é minha vida.

Celso Ant. Dembiski