quarta-feira, 26 de agosto de 2009

O Ser Poeta


Ao poeta o que importa
são os versos que desnuda
revela a alma apaixonada
a bordar a vida detalhada.

Ao poeta que a vida enxerga
chora em prantos a desilusão
de um amor mal resolvido
incontidos sentimentos de dor.

Ao poeta que orgulhoso clama
buscando inspiração na sua dama
exalta todos os seus desejos
a sua musa declama os sentimentos.

Ao poeta que alegre exclama
pouco se importa, se por ela chora
é do peito que o amor aflora
revela-se o coração do ser mortal.

Ao poeta que retrata a vida
dela com emoção vivida
abriga em seu coração calado
o grito de um amor perdido.

Ao poeta que expõe em versos
desnuda a sua própria alma
revela ao Mundo o que enxerga
nas alegrias e dores dos seus sentimentos.

Celso Ant. Dembiski